sábado, 10 de outubro de 2015

Aviação russa e infantaria síria seguem golpeando terroristas


Imagen activa
Na província de Latakia, a 348 quilômetros ao noroeste desta capital, a artilharia síria derrubou nesta sexta-feira um avião não tripulado de reconhecimento, manipulado pelos grupos extremistas nas imediações de Beit Heibiyeh.

Também forças combinadas da aviação síria e russa bombardearam acampamentos terroristas na zona de Rabiaa, enquanto unidades terrestres aniquilaram um grupo armados na al-Mreij, próximo da aldeia de Salma.

Nesta província com costa ao Mediterrâneo, funciona a base aérea de Jmeimim, desde onde operam os caça-bombardeiro da Força Aeroespacial da Rússia que colaboram na campanha antiterrorista.

Enquanto, na província de Hama, a 209 quilômetros ao nordeste daqui, a nova ofensiva despregada pelo exército sírio deixou 77 rebeldes mortos na localidade de Kafr Zeita, além de destruir cinco veículos de combate, um deles equipado com uma metralhadora pesada.

Outros confrontos em Hama tiveram como palcos as zonas de Kafr Nabbouda e Tallet a al-Sayad, onde se reportaram mais de 60 baixas e inúmeras perdas em material bélico dos terroristas antigovernamentais.

Na província de Homs, a 162 quilômetros ao leste de Damasco, os militares destruíram três veículos artilhados com metralhadoras, pertencentes ao Em frente al-Nusra, braço armado da al-Qaeda na Síria, na aldeia de Ezz a al-Din, enquanto na zona da al-Mesherfa abatiam a outro grupo de insurgentes.

Outras ações combativas reportaram-se na província de Alepo, a 350 quilômetros ao nordeste desta capital, onde 50 terroristas perderam a vida na zona da al-Breij.

Ademais combateu-se na área da al-Zahraa, e as imediações do aeroporto da al-Nairab, onde foram destruídos vários veículos blindados empregados pelos grupos extremistas.

Mais para o leste, na província de Deir Ezzor, a 461 quilômetros daqui, a força aérea síria bombardeou agrupamentos terroristas do grupo Estado Islâmico (EI) nas aldeias da al-Jafra e a al-Mreiah, e na cidade da al-Mayadin.

Um fato lamentável foi a confirmação pelo Corpo de Guardiães da Revolução Islâmica do Irã (CGRI), da morte do general de brigada iraniano Hossein Hamedani, nos arredores da cidade de Alepo, onde cumpria tarefas de assessoramento às forças armadas sírias.

Por sua vez, a aviação russa segue destruindo posições do grupo EI e o Em frente al-Nusra em diferentes pontos do país, principalmente contra postos de comando, centros de comunicações, armazéns de armas e combustível, e bases de treinamentos em Raqqa, Latakia, Hama, Idleb e Alepo.

Nas últimas 24 horas, os aviões russos realizaram 67 operações combativas e destruíram 60 objetivos da infraestrutura militar dos terroristas em território sírio.

Em consequência destes bombardeios iniciados no passado 30 de setembro, os grupos terroristas estão desconcentrando suas forças e tratam de camuflar-se em zonas povoadas, utilizando os civis como escudos humanos