sábado, 19 de setembro de 2015

Alunos da UNIFESP- Cria projeto para ensinar Português aos Refugiados no Brasil

Objetivo do MemoRef, criado dentro da Unifesp, é integrar culturas com encontros semanais e gratuitos: 'vamos ensinar o que é feijoada também'

Nos Vamos ensinar Português, Feijoada e coxinha Também.

 “Nós vamos ensinar português, mas vamos ensinar o que é coxinha e feijoada também”. É assim que Ingrid Candido, uma das criadoras do Memorial Digital do Refugiado (MemoRef), define as aulas do projeto, que começaram na quarta-feira (02/09).
Criado por seis alunos da graduação do curso de letras da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), o MemoRef tem o intuito de dar assistência a refugiados recém-chegados ao Brasil por meio de aulas de português e atividades culturais para promover a integração à comunidade. O projeto também pretende criar um banco de dados a partir dos resultado das experiências para futuros estudos acadêmicos.
O  programa MemoRef surgiu de uma iniciativa da estudante Marina Reinoldes, que já dava aulas de língua para refugiados na ONG Oásis Solidário e estava a par da situação dos estrangeiros no Brasil. Na ONG, ela se deu conta de que era necessário abrir mais turmas, pois as existentes não davam conta de  todos os alunos. Por conta disso, levou a ideia para o âmbito universitário: foi assim que surgiu o MemoRef, projeto do qual é coordenadora, junto com as também idealizadoras Beatriz Silva Rocha e Ingrid Candido.
presnsa Latina