sábado, 26 de outubro de 2013

America do Sul Terra de Santos e Bandidos.


A História da América, nos livros didáticos, carrega uma
cicatriz, difícil de ser apagada, que vai de Cortês a Bolívar,
de Pizarro a Hidalgo, surgindo como sombra na imagem
fantasmagórica de Pinochet, o espectro dessa marca parece
conceder a todo o continente uma imagem de sujeição, de
autoritarismo e de incapacidade de livrar-se da condição
de colônia. 

Em nossos manuais escolares aparece a terra
onde o massacre ocorreu; em que culturas e sociedades
foram mortas a golpes de espada, lugar de veias abertas,
pronto para receber a violência e a dominação estrangeiras,
o continente vitimado. Terra de bons e maus, heróis
e covardes, santos e bandidos.