quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Encontrado Morto um dos Maiores empresários de Brejo Santo

Um caso envolto em mistério está sendo investigado pela polícia do Cariri. O empresário Aluísio Salviano, de 74 anos, foi assassinado a tiros e o corpo desovado em uma ribanceira na divisa dos estados do Ceará e Pernambuco. Os assassinos incendiaram o carro da vítima uma camionete L200 de cor prata, ano 2010, e placas NRB-6909, inscrição de Brejo Santo. Ele foi visto pela última vez por volta do meio dia de segunda-feira saindo de Brejo para sua fazenda em Penaforte. O empresário era sócio de uma cerâmica no município de Milagres, mas residia na Fazenda Tamarindo na zona rural de Penaforte e tinha ainda outra propriedade em Abaiara, onde nasceu, e possui três irmãos ali residindo. O veículo do empresário foi encontrado por volta das 19h30min de terça-feira no km 498 às margens da BR-116, imediações do Bairro Morro Dourado em Brejo Santo. O carro tinha sido incendiado e a polícia ampliou às buscas ao empresário desaparecido. Provavelmente, os assassinos atearam fogo para apagar vestígios e dificultar as investigações por parte da polícia. Já por volta das 18 horas desta quarta-feira populares estranharam o excesso de urubus em uma ribanceira no Sítio Canabravinha na zona rural de Brejo Santo. O lugar fica próximo à divisa com o Distrito do Carmo pertencente ao município de São José do Belmonte (PE). Dentro de uma mata fechada, eles notaram que havia um corpo e avisaram à polícia. Segundo o Soldado Leandro, que esteve na área, trata-se de um denso matagal e local de difícil acesso. O corpo já se encontrava em avançado estado de putrefação e apresentava sinais de perfuração à bala. O Major Sobreira, Comandante da Companhia de Brejo Santo, afasta a princípio a tese de latrocínio observando que a camioneta foi descarta e próximo ao cadáver estavam objetos como um anel e um relógio de ouro. Até o momento não surgiram testemunhas oculares de alguma abordagem a Aluisio entre Brejo Santo e Penaforte, mas a polícia já tem duas pistas que podem levar à elucidação. Fonte: Miséria