quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Morales pede desculpas por agredir adversário em pelada.

O presidente da Bolívia, Evo Morales, pediu desculpas nesta quinta-feira por ter agredido um adversário com uma joelhada durante uma partida de futebol no fim de semana. Ele se disse vítima de uma armadilha em que caiu por ingenuidade.

A agressão, feita contra um jogador da equipe de funcionários da prefeitura de La Paz, governada pela oposição, foi um revide após Morales ter sofrido uma falta dura. Em entrevista coletiva, o presidente disse ainda que foi ofendido pelo adversário e que, diante disso, perdeu a cabeça e o golpeou com uma joelhada.

"Lamento muito minha reação, peço desculpas aos atletas, aos jornalistas, mas depois de me acertar uma pancada, ele me insultou. Depois me dei conta que era uma armadilha", comentou Morales, que negou ser uma pessoa violenta.



Após o incidente, o funcionário municipal envolvido decidiu tirar uma semana de férias "para relaxar e evitar o assédio da mídia", como informou a prefeitura de La Paz.

Da Agência O Globo

FMI elogia economia brasileira

A economia brasileira foi elogiada hoje (7) pelo diretor-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn. De acordo com ele, as autoridades brasileiras devem aproveitar o bom momento para promover as reformas estruturais necessárias que garantam o crescimento econômico sustentado e forte.

“A economia brasileira está muito bem e segue em um ambiente econômico favorável”, afirmou o diretor-geral. “[Com tendência de] evolução favorável em termos de comércio e para os investidores internacionais em relação à economia brasileira”. A entrevista coletiva de Straus-Kahn foi concedida em Washington, as informações são do FMI.

Segundo Strauss-Kahn, com fluxos de capital forte, o momento no Brasil indica para a “melhora a médio prazo” do equilíbrio fiscal.

Agência Estado